#CURSO

Um Método para Investidores de Startups

Assim como a trilha voltada para os empreendedores, esse módulo traz como objetivo: investidores atraírem a atenção de empreendedores de startups, para que sejam investidos. O investimento em startups é, também, uma das diversas opções para quem quer se aventurar no mercado de investimentos.

Porém, existem \ pontos a se atentar, ao ingressar nessa jornada, como por exemplo entender o que é venture capital, formação de tese, investimento sugerido para cada startup, governança dos investimentos, análise de relatórios e muito mais.

Serão 3 dias de uma trilha on-line e ao vivo. Os conteúdos ficarão gravados.

Cada uma das aulas terá duração de 3 horas, em três dias de um conteúdo on-line e ao vivo que ficará gravado pra ti assistir quando quiser, ministradas pela equipe da Biznes e convidados, totalizando 9 horas.

A trilha será pela plataforma http://whereby.com  (funciona web e app).

Além disso, haverá mais 2 horas de mentoria individual para cada participante, onde estudaremos juntos a tua tese e apresentaremos algumas startups para serem investidas.

Data:
27 a 29 de julho/21
das 18h às 21h

O conteúdo programático da trilha da Biznes é:

Dia 1 / Entendendo a lógica do investimento de risco (3h):

Aqui o investidor irá brevemente aprender sobre as modalidades de investimentos, de forma geral, sendo apresentado ao mundo dos investimentos de risco.

a. Porque se deve diversificar o portfólio de investimentos: a premissa de investir em dez startups pra uma dar um retorno fora da curva.
b. O relacionamento entre com os empreendedores: diferente de outros investimentos, o investidor de startups pode ter participação no negócio.
c. O mantra de investir em startups: saber dos riscos e retornos e, mesmo assim, continuar investindo porque não é só sobre dinheiro.

Dia 2 / Formando o raciocínio para definir tese e critérios (3h):

Os mecanismos de formação das ideias para definir tipo, fase, pré-requisitos das startups e aos empreendedores, e o que compõe cada tese de investimentos de cada investidor.

a. Aprendendo a formar a “minha tese” de investimentos: como os investidores devem montar sua tese e se apresentar no mercado.
b. Entender os riscos, motivos de alerta e cuidados gerais: todo cuidado é pouco para investir em startups, por isso é importante se atentar aos detalhes.

c. Investir em pessoas primeiro, depois em ideias: Aqui cabe a famosa analogia de investir no jóquei e não no cavalo. Entender que startup é sobre pessoas. 

Dia 3 / Escolhendo startups/negócios e gerenciando o aporte (3h):

Após entender a logica de investimentos e formar o raciocínio para definir a tese e seus critérios, o investidor deve escolher startups que mais têm alinhamento com suas expectativas.

a. Análise de pitch, contábil, financeira e jurídica: entendendo sobre due diligence, mecanismos de análise e proteção de eventuais fraudes.

b. SMART como valor agregado ao investimento: ao investir no negócio, o investidor pode, também, se juntar ao time, como um advisor/conselheiro.
c. Governança do investimento no longo prazo: é importante entender como o investimento está sendo utilizado e se os empreendedores estão indo bem.

Gostou? Então baixe aqui a apresentação da trilha.

Garantindo presença no curso durante a Gramado Summit,
além do descontão,
tu vais levar de brinde nosso Glossário de termos startupeiros!

de R$500

por R$400

desconto de 20%*